| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

InformAÇÃO
Desde: 12/08/2004      Publicadas: 14      Atualização: 30/08/2004

Capa |  EDUCAÇÃO


 EDUCAÇÃO
  12/08/2004
  0 comentário(s)


Fracasso Escolar: de quem é a culpa?
O fracasso escolar é, sem dúvida, um dos problemas mais estudados e discutidos pelos estudiosos da educação atualmente. Na maioria das vezes o problema é tratado como uma questão, simplesmente, de se descobrir os culpados. Mas será que realmente existe um culpado? Ou o fracasso resulta de uma série de fatores associados?
Fracasso Escolar: de quem é a culpa? Quando se fala em fracasso, supõe-se algo que deveria ser atingido. Ele é definido por um mau êxito. Porém mau êxito em quê? De acordo com que parâmetro? O que a nossa sociedade atual define como sucesso? Daí a necessidade de analisar o fracasso escolar de forma mais ampla, considerando-o como peça resultante de muitas variáveis. Vivemos numa sociedade onde, cada vez mais, é cobrado sucesso, êxito. A escola segue os mesmos parâmetros. Aqueles que não conseguem êxito são rotulados como alunos problemáticos e fracassados, resultando em repetência por anos a fio. É justo chamar de fracassado um aluno que não alcançou um determinado objetivo previamente estabelecido pelo sistema educacional? A sociedade do êxito educa e domestica. Seus valores, mitos relativos à aprendizagem muitas vezes levam muitos ao fracasso. Em nosso sistema educacional, o conhecimento é considerado conteúdo, uma informação a ser transmitida. As atividades visam a assimilação da realidade e não possibilitam o processo de autoria do pensamento tão valorizada por Alicia Fernández. Ela define como autoria “o processo e o ato de produção de sentidos e de reconhecimento de si mesmo como protagonista ou participante de tal produção” (FERNÁNDEZ,2001 p.90). Este caráter informativo da educação se manifesta até mesmo nos livros didáticos, nos quais o aluno é levado a memorizar conteúdos e não a pensá-los; não ocorrendo de fato uma aprendizagem. Como disse antes o fracasso escolar pode ser o resultado de uma soma de diversos fatores. As principais causas apontadas até agora pelos pesquisadores são: 1. Falta de maior preparo do professor . 2. Falta de condições para o ensino na própria escola . 3. Falta de cultura da família, falta de ambiente sadio em casa. 4. Deficiências físicas e principalmente mentais e emocionais da própria criança. Sem dúvida o tema é bastante polêmico e mexe diretamente com o papel que cada um de nós desempenha na formação de nossas crianças, seja como professores, pais, psicopedagogos, médicos. Buscar as causas para o fracasso escolar implica em fazer uma profunda reflexão na execução da tarefa a qual nos destinamos a desempenhar e, principalmente, efetuar as mudanças que se tornarão necessárias. REFERÊNCIAS 1- Artigo 12 - FRACASSO ESCOLAR: DE QUEM É A CULPA? www.divinopolis.uemg.br/revista/ revista-eletronica3/artigo12-3.htm - 30k 2 - Fracasso escolar: mito e realidade www.crmariocovas.sp.gov.br/amb_a.php?t=005 - 54k


  Mais notícias da seção ARTIGOS no caderno EDUCAÇÃO
27/08/2004 - ARTIGOS - Informática na educação: instrucionismo x construcionismo
O termo "Informática na Educação" tem assumido diversos significados dependendo da visão educacional e da condição pedagógica em que o computador é utilizado. ...
26/08/2004 - ARTIGOS - A Evolução da Tecnologia e a Educação
Cada vez mais a presença das novas tecnologias é imposta as nossas escolas. A grande questão com a qual nos deparamos é: como o uso dessa tecnologia pode auxiliar e melhorar o nível da educação no país? ...
20/08/2004 - ARTIGOS - INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO
O uso de novas tecnologias na aprendizagem é uma mudança inevitável. O computador deve ser visto como um mediador entre o aluno e o conhecimento e o professor tem um papel importantíssimo: o de facilitador da aprendizagem, aquele que estimula a curiosidade dos alunos....



Capa |  EDUCAÇÃO
Busca em

  
14 Notícias